sexta-feira, 15 de junho de 2012

Taxista mandou matar colega: diz travestis

O travestis Alef Darlan da Cruz, 18 anos, morador do conjunto Feira X, preso na noite de quinta-feira (14), por policiais militares da 65ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), sob o comando do soldado Costa, afirmou que um taxista de prenome Adson, teria encomendado a morte do “colega” taxista Cristiano Melo dos Santos, 34 anos que foi encontrado na manhã do último dia 9, em uma matagal, as margens do Rio Jacuipe.

Alef juntamente com o taxista Adson foram os responsáveis pelo assalto, seguido de tentativa de latrocínio, contra o taxista Cristiano. Segundo as investigações, Alef foi o autor dos três disparos, que acertaram a cabeça e as costas da vitima, enquanto o taxista Adson está sendo acusado de ser mandante do crime. A polícia agora está a procura de Adson, que provavelmente fugiu da cidade.

Alegação

O travestis alegou em seu depoimento, que foi forçado pelo taxista Adson,a cometer o crime. “Eu estava devendo R$ 200 em corridas para Adson e fui obrigado por ele a cometer o crime, ele ainda me deu uma coronhada na cabeça e me obrigou a atirar contra o taxista”.

O acusado Alef, alegou ainda que, a arma foi fornecida pelo mandante. “Estou muito arrependido, eu quero pagar pelo o erro que cometi”. Alef foi ouvido e liberado, já que não foi preso em flagrante.

O delegado André Ribeiro, deve solicitar a prisão preventiva dos dois envolvidos no crime, tanto contra Alef e o suspeito de encomendar a morte da vitima, o taxista Adson. O taxista Cristiano pode ficar paraplégico. "Essa cobersa dele é "baratino", ele já é acusado de cometer outros assaltos contra a taxista e caminhoneiros".

A COVARDIA

O taxista Cristiano Melo dos Santos, 34 anos, foi assaltado e baleado com três tiros, sendo que, dois tiros na cabeça e um na medula, o fato ocorreu, em um matagal na BR 116-Sul, nas proximidades do bairro Pedra do Descanso, as margens do Rio Jacuipe.

A vitima ainda encontra-se hospitalizada no Hospital Geral do Estado (HGE), onde foi fazer cirurgias para retiradas das balas. Cristiano trabalha na empresa Alô Táxi e mora no bairro Parque Panorama, em Feira de Santana. Devido à gravidade dos ferimentos, o taxista foi transferido para o Hospital Geral do Estado (HGE), em Salvador. Ele corre o risco de ficar paraplégico.

7 comentários:

Anônimo disse...

Conheço Cristianao há muito tempo, sempre foi trabalhador um bom rapaz , hoje passa por esse momento díficio, só espero justiça que todos os envolvidos paguem

Luciano disse...

Cristiano, que DEUS te ilumine e proteja pois vç é um cara legal. estarei aqui ORANDO por vç.

Anônimo disse...

Novidade desse marginal não ficar preso, só no Melo Matos ele tem 3 passagens por furto e roubo.Nunca ficou apreendido por mais de 48h, pois o tal da "melECA" protegia quando de menor.A sorte continua para o lado dele, pois agora sendo de maior, reú confesso e foi liberado. Já passou do limite, só resta meu querido, aço em você, ou vão esperar matar um "importante" em Feira para que este possa ser preso?

kalunga disse...

Cara de pau, ele é mentiroso, furtou objetos de uma doutora em uma clinica da cidade, onde se encontrava para fazer tratamento tudo filmado e ele negou.Essa estoria de que foi outro taxista que mandou é baratino

Anônimo disse...

aço nele galera do rodo......

Anônimo disse...

Parabéns ao Polícia é Viola!

A única reportagem que se manteve fiel à realidade!... Quem prendeu Alef não foi a Polícia Civil, mas sim a guarnição citada aqui no Polícia é Viola!

Os créditos devem ser dado a quem de fato merece... Assim como a PC merece parabéns pelos 300Kg de maconha apreendidos...

Angelica disse...

parceiro!!!! forca e fe!!! vc vai sair dessa para abalar na pista gostosaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa